• Início
    Início Aqui é onde pode encontrar todos os artigos em todo o site.
  • Etiquetas
    Etiquetas Mostra uma lista de etiquetas que tem sido utilizados no blogue.
  • Professores
    Professores Procure o seu Professor favorito deste site.
  • Equipas
    Equipas Encontre a sua equipa aqui.
  • Arquivo
    Arquivo Contém uma lista de artigos que foram criados anteriormente.
  • Entrar
Publicado por em em Geral
  • Tamanho da fonte: Maior Menor
  • Acessos: 1527

Se eu pudesse… traria todos os meus alunos para a EPT!

Quando olho para a Escola Profissional de Trancoso (EPT), vejo uma Escola moderna, a funcionar num edifício de excelência, com instalações únicas para os alunos e para os docentes que por lá passam.

Não posso deixar de recordar que há cerca de dezasseis anos dei aulas nesta mesma escola, onde as salas eram improvisadas em edifícios transitórios - que em nada se assemelhavam ao conceito clássico de escola - e espalhados por vários espaços na, então, vila de Trancoso. Mas os alunos desvalorizavam esse “grande pormenor” das instalações, porque sempre gostaram muito de estudar aqui, onde a relação entre professores e alunos era de extrema proximidade e de camaradagem. Onde o convívio na escola, e também extra-aulas, distinguia esta de outras instituições de ensino. Os alunos gostavam muito de estudar na EPT e de viver, e conviver, em Trancoso. Nessa altura, ainda me lembro, faziam-se entrevistas aos candidatos, de forma a selecionar os melhores.

Atualmente, encontro-me a lecionar numa escola antiga, com um edifício envelhecido, ultrapassado, sem obras há largos anos… Onde ainda sobrevivem os estrados, a fazer lembrar os tempos da «outra senhora». Não existem salas equipadas com computadores, nem audiovisuais. Dar uma aula diferente, que exija alguns equipamentos informáticos, revela-se uma enorme dor de cabeça, já para não falar da existência de 30 alunos dentro de uma sala de aulas, que inviabiliza qualquer relação saudável e anula um apoio mais individualizado.

Hoje, quando olho para a EPT, instalada num edifício de excelência, moderno e acolhedor, sinto uma enorme vontade de trazer todos os meus atuais alunos para cá!… Dar-lhes condições de aprendizagem, incentivá-los a desenvolver os seus estudos nestes espaços motivadores, onde encontram sempre alguém disposto a ajudá-los a resolver problemas. Tenho vontade de trazer alguns colegas, professores. É que, dá vontade de estar nesta sala de professores, com luz e mobiliário moderno. Dá vontade de trabalhar nas salas que existem para o efeito. Dá vontade de fazer intercâmbios e mostrar as diferenças entre escolas. Trata-se da diferença entre o sol e a lua. Entre a luz e as sombras.

Que dizer mais? Apenas que, agora também como vogal da nova direção, tenho uma enorme vontade de voltar a fazer da EPT aquela escola que há uns anos tinha tantos alunos. Uma escola dinâmica, aberta a novos projetos e ideias.

Acredito que a EPT possa voltar a ter o esplendor de alguns tempos. Acredito que o brilho nos olhos dos alunos que aqui se inscrevem consiga contagiar os que ainda não sabem como é aprazível estudar numa escola como a Escola Profissional de Trancoso…

Trancoso, 13 de maio de 2014.

Maria Amélia Gomes Santos,

(Vogal da Direção da EPT)

Etquetado em: alunos Direção EPT Escola

Comentários